Arquivo da tag: me dá um abraço

Explode coração

Eu sou a favor da explosão. Principalmente da explosão metafórica (embora também goste bastante das de verdade, desde que ninguém se machuque). Normalmente a explosão metafórica é associada a coisas bem escandalosas, como Carnaval ou torcidas de futebol, quando todas as pessoas abrem mão de ser indivíduos para virar parte de uma grande massa feliz.

Eu não me dou muito bem com esses grandes eventos e defendo as pequenas explosões metafóricas. Não é nada complicado demais, é só uma defesa ao fim do blasé, do eu-não-ligo-para-nada-que-não-seja-eu. A idéia da explosão tem a ver com mostrar o que tem dentro. É uma coisa meio hiponga, eu sei. Quase como andar por aí com uma plaquinha pedindo abraços. E, sim, é uma coisa meio carente. E tá aí outra coisa que eu defendo: a carência. Acho um saco quando dizem “fulano é carente” como se isso fosse ruim. Todo mundo é carente. Então quando alguém disser: “ai, como você é carente” entenda algo como “uau, você tem dois olhos”.

A foto é de uma série de coisas explodidas de Adam Voorhes, o site dele é bem bom.

*

*

1.024 caracteres com espaço