Sopa de letrinhas

Com o inverno à vista, é hora de ir pro supermercado comprar macarrãozinho pra sopa

Descascar batata, picar cebola, cortar salsinha bem fininho, eu executo essas tarefas com muito prazer. Não tenho alma de chef, meu espírito é de auxiliar de cozinha. E nada nesse mundo me faz querer subir na hierarquia das panelas.

Os poucos amigos que já cozinharam comigo sabem disso e me exploram: quero as cebolas em microcubinhos; o alho, transparente de fininho; a cebolinha, em delicados aneizinhos. E meus olhos brilham, faca na mão, tábua na pia.

Tchóc, tchóc, tchóc, e os cubinhos de cebola vão formando umas pilhazinhas, todas do mesmo tamanhinho e me dão a sensação de que o mundo está em ordem. É como se a cebola bem cortada corrigisse a órbita da Terra.

Quando os Estados Unidos invadiram o Iraque ou alguma outra coisa assim, eu estava descendo a rua para ir pro trabalho, na redação do jornal, já prevendo que meu dia seria alterado pelos acontecimentos. Então passei na frente da Rota do Acarajé. E a Lu, a dona da Rota, tava ali sentada descascando feijão ou picando quiabo, não lembro. Me deu uma inveja danada. O Saddam Hussein podia ser enforcado, o Bin Laden, morto. Podia acontecer o que fosse-que-fosse, o dia dela seguiria seu curso e terminaria em acarajé, vatapá e caruru. Cada qual no seu panelão.

Eu tenho cozinhado umas comidas que nunca fiz, como boa auxiliar de cozinha que sou, faço a comida da brigada. Dia desses foi feijão. Com bacon e linguiça, o caldo marrom-claro. Só faltou foi o louro, que eu não tinha nenhuma folhinha da silva. Daí que o feijão ficou sambando na geladeira (porque acabou o arroz, eu até comi, um dia, feijão com farofa e pimenta). E eu decidi fazer sopa de feijão.

Cortei cubinhos de batata, de cenoura e mandioquinha, uma vez cozidos, foram pra panela com a sobra de feijão, de lá pro liquidificador et voilá, a sopa ficou bem boa (não tirei foto porque foto amadora de sopa de feijão não tem como ficar boa). Então o Rafa perguntou:

– E não vai ter macarrãozinho de letrinha?

E foi assim que hoje eu comprei caracteres no supermercado.

1.999 caracteres com espaço

3 Respostas para “Sopa de letrinhas

  1. nhaaammm

    cheguei com uma baita fome!
    Vou atacar!

  2. eu gosto de picar E cozinhar… só não gosto de lavar a pilha de louça que se forma depois de tudo…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s