Peido, pum, peidinho e peidaço

Lamento que não se possa peidar com orgulho em público. O peido tem a sua virtuose, uma sintaxe própria. Deveria ser arte exibicionista. Há quem peide com classe, há quem se atrapalhe todo. E essas voláteis sutilezas estão restritas à privacidade dos banheiros ou à discrição da calçada, onde peido não tem dono.

‘A Arte de Peidar’ olha de perto esse universo impalpável. Escrito no século 18, por Pierre-Nicholas-Thomas Hurtaut, foi traduzido e publicado no ano passado pela editora Phoebus (e pode ser comprado na Livraria Cultura por R$ 23).

Hurtaut defende ‘as vantagens do peido para a sociedade’. E veja como não há caminhos para discordar dele:

*

*

Eu seria uma pessoa mais feliz se pudesse manifestar meu tédio com peidos, que são muito mais enfáticos que virar os olhos ou dar uma bufadinha.

Outro argumento irresistível:

*

*

Estou com Hurtaut e não abro. Peidadores e flatulentas, não há motivo de vergonha! Todo mundo solta em média 14 peidos por dia (veja infográfico abaixo). Isso quer dizer que, descontados os peidos noturnos (vamos contar que eles sejam meia dúzia), você pode interromper OITO tagarelas pentelhos ou puxar OITO conversas. E se você souber que vai encontrar muitos chatos ao longo de um dia, pode comer feijão no café, para aumentar o arsenal.

Mas de volta a Hurtaut, ele leva a coisa bem adiante. Respeita o peido com tanto ardor que analisa os tipos de gases como se fossem rótulos de vinho:

*

Repare como Hurtaut é anti-terroir!

*

Buquê do peido!

*

E quando ele dá para separar os tipos de peido! É de chorar de rir.

Tem o peidaço, ou peido-petardo, que ‘manifesta-se com grande ruído’. “Esta fênix dos peidos pode ser comprarada à explosão dos canhões”, e tem o peido ditongo: “pa, pa pax, pa pa pa pax, pa pa pa pa pax. Enquanto isso, o ânus não se fecha perfeitamente: a matéria vence assim a natureza”. Os nomes continuam brilhantes: “Semivocal ou peidinho”, “peido claro”, “peido médio”, “peido aspirado”, “peido mudo ou bufa” (na minha casa tinha um ótimo: “pum-borrão”).

E como especialista generoso, Hurtaut ainda ensina a dissimular o peido, “para uso daqueles que se apegam ao preconceito”.

Enfim, são 94 páginas para ler peidando de rir.

*

Mais sobre peidos:

Facts About Your Farts
Source: Online Education

Lá do Online Education

2.156 caracteres com espaço

Anúncios

20 Respostas para “Peido, pum, peidinho e peidaço

  1. Na minha infância, circulava entre os moleques uma lista com a tipologia dos peidos. A cada tipo, um adjetivo

  2. Pauta muito melhor que BBB.

    adorei o escrito e assino em baixo!

  3. lembro de ter lido em uma livraria um livro que falava sobre o assunto! era do tipo “peidos adjetivados”… lembro de ter lido “peido ninja: silencioso e mortal”. bom, né?

  4. Era o peido egoísta, o peidoenvergonhado, e assim ia

  5. uau, isso sim que é post.
    pela livre performance do peido! vai, brasil!

  6. E o “farteur”, conheces?

    http://en.wikipedia.org/wiki/Le_P%C3%A9tomane

    Some of the highlights of his stage act involved sound effects of cannon fire and thunderstorms, as well as playing “‘O Sole Mio” and “La Marseillaise” on an ocarina through a rubber tube in his anus. He could also blow out a candle from several yards away. His audience included Edward, Prince of Wales, King Leopold II of the Belgians and Sigmund Freud.

    Toda uma arte perdida.

    Serge bem que tentou retomar, mas foi mal-compreendido, pra variar:

    http://www.tamtambooks.com/serge.html

    Evguenie Sokolov is a novel about an artist who uses his intestinal gases as the medium for his scandalous artwork. What once was a huge smelly and noisy problem in his social and sex life becomes a tool for success in the early eighties art world. Evguenie Sokolov is a novel about an artist who uses his intestinal gases as the medium for his scandalous artwork. What once was a huge smelly and noisy problem in his social and sex life becomes a tool for success in the early eighties art world.

    Enfim, toda uma cultura que não tem mais espaço nos cadernos de cultura porque não dá pra comprar na megastore nem tem patrocínio estatal…

  7. O próprio Montaigne, em pleno século XVI, dissertou sobre o peido. Dizia que, dos três, ventos que produzimos, apenas o espirro era tido como sinal de inteligência, por vir diretamente da cabeça. Era sinal de espíritos superiores.

    Lendo seu post, agradeci à era rudimentar em que estamos — graças a Deus a internet ainda não tem cheiro.

    Outro poeta, o Sebastunes Nião, escreveu: “Prefiro peidos, meu amor, a suportar sua babaquice cósmica”.

    Um peido de Glauber já foi objeto de polêmica e elevado a expressão máxima da rebeldia da cultura nacional, pois foi solto diante de um produtor de Hollywood.

    Como diria Vinicius, peidemos em comum numa comunhão de enxofre.

  8. não entendi nada. essa linguagem é muito rebuscada, vcs precisam colocar umas figuras. Mas não em inglês, nem todo mundo que tem internet é poliglota pô (eu por exemplo). Afinal ele tá falando de peito de homem ou de mulher?

  9. Pingback: uberVU - social comments

  10. Pingback: Campanha do peido livre « Caracteres com espaco

  11. Pingback: “Peido dos Dinossauros” « Caracteres com espaco

  12. Pingback: Post delgado « Caracteres com espaco

  13. Pingback: Oposição ao peido | Caracteres com espaco

  14. Pingback: Peido na grande imprensa | Caracteres com espaco

  15. Pingback: Um ano característico | Caracteres com espaco

  16. Sou motoqueiro trabalho entregas dia e noite em pequenos horarios mais souto grandes peidos, eu e meu colegas que anda de motos. eu acho que e a moto que faz soutar peidacos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s